Categorias do Blog
Arquivos

Bom dia Dr., pode completar a água do radiador?

Postado por WeCare Auto em Últimas Notícias em Mar 21, PM . 0 Comentários.

 

Conheça um pouco mais sobre o Sistema de Arrefecimento do seu carro

A ideia desta matéria é esclarecer as principais questões relativas ao sistema de arrefecimento. 

Ainda existem muitas dúvidas em relação ao sistema de arrefecimento e à famosa “água” do motor: 

  • Para que serve?
  • Quando trocar o líquido de arrefecimento?
  • Como trocar?
  • Onde trocar?
  • Pode completar?

 

 

Funcionamento

O sistema de arrefecimento é o sistema que controla a temperatura do motor de um automóvel. Quando o sistema de arrefecimento trabalha na temperatura ideal o motor tem maior durabilidade, menor desgaste, maior economia de combustível, menos manutenção, emite menos poluentes e aumenta seu desempenho.

 

 

Componentes do sistema de arrefecimento

 

Líquido de arrefecimento

O líquido de arrefecimento, diferentemente do que a maioria pensa, não é composto apenas de água e sim de uma ​mistura de água desmineralizada com aditivo. As principais funções dos aditivos são: 

 

  • Inibir a corrosão das peças;
  • Prolongar a vida útil dos componentes do sistema;
  • Evitar que a água “ferva” em altas temperaturas ou congele em baixas temperaturas.

 
 

Dicas

Veremos à seguir 6 dicas relacionadas ao sistema de arrefecimento para evitar problemas futuros:​

 

1- Água da torneira, não!!!

Não se deve utilizar água de torneira para se misturar ao aditivo, pois contém cloro e sais minerais que podem provocar danos ao sistema de arrefecimento, como incrustações e corrosões.
O correto é utilizar Água desmineralizada (ou água desionizada), pois ela não possui os sais minerais, sendo ​própria para utilização no sistema de arrefecimento.

 
 
 
 
 

 2- Proporção da mistura água + aditivo

 A proporção de água e aditivo dever ser aquela indicada pelo  fabricante no manual do veículo, podendo variar de 40% a 60%  de cada um. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

3– Tipos de aditivos
Existem vários tipos de aditivos para o sistema de arrefecimento no mercado brasileiro, porém não existe uma cor específica para cada modelo de veículo. Deve-se utilizar sempre aquele recomendado no manual do fabricante do carro ou outro de mesma especificação. Procure sempre os produtos certificados e homologados pelo fabricante.

 

 

 

 

 4– Misturas prontas
 Outra boa opção para não cair em armadilhas na hora de trocar o líquido do sistema é usar  os produtos dois em um (encontrados em lojas de autopeças), ou seja, aqueles em que a  mistura do aditivo com a água já vem pronta, eliminando assim o risco de realizar a  combinação em proporções erradas. Porém, é bom lembrar que mesmo estes produtos dois  em um devem respeitar as especificações do manual do fabricante.

 

 

5– Troca do líquido de arrefecimento
Para evitar futuros problemas, recomenda-se que a troca seja feita por um profissional especializado, em local adequado e sempre no período indicado pelo fabricante conforme o manual. Existem fabricantes que indicam a primeira troca em torno dos 30 mil km ou 1 ano de uso, podendo chegar a até 120 mil km ou 5 anos, de acordo com o tipo de aditivo.

 

 

 

 

 

6– Atenção no Posto de Combustível
Ao parar em um Posto de Combustível e o frentista lhe oferecer para completar a água ou adicionar aditivo, observe os seguintes itens :

a) Se a água a ser utilizada é desmineralizada, se o aditivo é o indicado pelo fabricante e se a mistura está na proporção correta. Não recomendamos a utilização de água de torneira;

b) A abertura do radiador com o motor quente pode provocar queimaduras devido a ebulição do líquido;

c) No caso de você ter que parar em um posto por superaquecimento do motor (“motor ferveu”), atenção redobrada para que não seja jogada água fria no motor, pois, o mesmo estará extremamente quente e o choque térmico pode acarretar alguma trinca no bloco gerando grande custo para reparação.

Lembre-se : Se o nível da água estiver baixando com frequencia é sinal de vazamento no sistema. Recomendamos que seja feita uma revisão por um especialista. 

 

Seguindo estas dicas simples, você evitará problemas futuros e gastos desnecessários com seu veículo.

Verifique sempre os níveis dos fluidos do seu veículo e fique tranquilo para rodar!

​​

 

 

Especialista Responsável: Michel Sanches  Apoio: Carlos Moncau

 

 

 

 

Tags: arrefecimento, aditivo, fluido, sistema arrefecimento, água, motor, desmineralizada Última atualização: Oct 05, PM

Comentários

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

* Nome:
* E-mail: (Não Publicado)
   Website: (url do site com http://)
* Comentário:
Wildcard SSL Certificates