top of page

Carros Elétricos - Tamanho da Bateria Importa

Atualizado: 20 de set. de 2023

Você costuma se preocupar com o tamanho do tanque do seu carro?




Em geral, essa não costuma ser uma grande preocupação da maioria dos motoristas, afinal sempre que o nível de gasolina se aproxima da reserva encontramos um posto no caminho para abastecer em cerca de 5 minutos. Mas, quando se trata de carros elétricos, esta preocupação ganha relevância, principalmente devido a dois fatores.

O primeiro é onde encontrar um carregador, afinal a infraestrutura para carregar ainda é deficitária até mesmo no continente Europeu onde há grandes incentivos do governo, quem dirá aqui em nosso país onde os poucos disponíveis são parte de iniciativas de marketing de montadoras e distribuidoras de energia. Já o segundo fator é o “quando”, pois, ao encontrar um carregador ele muitas vezes não vai ser aquele de altíssima potência e obter uma carga satisfatória na bateria vai demorar bem mais que 5 ou 10 minutos.


Em algumas situações o elétrico vai muito bem, por exemplo quando seu uso for predominantemente em distâncias relativamente curtas e seu proprietário tiver investido em um carregador residencial, assim a carga realizada todas as noites pode ser suficiente para uma rotina diária, considerando que o carregador tenha potência suficiente.

Isso posto, acreditamos que fique claro porquê o tamanho do tanque, ou melhor, da bateria agora importa.


A capacidade de guardar energia de uma bateria é medida em Watt hora, da mesma forma que usamos litros para contabilizar o quanto cabe de gasolina em um tanque. Assim, quanto maior, também será maior a distância que poderá ser percorrida sem abastecer (Autonomia).


Vamos tomar como exemplo prático o BYD Dolphin, que ainda em fase inicial de vendas em nosso mercado, promete rodar, no mínimo, 291 quilômetros segundo dados do programa de etiquetagem de eficiência energética do Inmetro. Esta distância total é obtida considerando uma combinação de 55% do consumo urbano e 45% em estrada.




Nós, particularmente, confiamos que esta distância seja realista, pois, o Inmetro não utiliza dados de marketing da montadora, mas sim o resultado de testes padronizados que simulam a utilização do veículo de uma forma combinada e ainda “penalizam” estes números reduzindo o resultando final em 30%, onde esse fator visa que as montadoras comuniquem ao cliente final uma distância mais próxima daquela que o Inmetro acredita que um motorista comum conseguiria na vida real. Inclusive, é por isso que os valores de autonomia comunicados no Brasil são menores do que aqueles baseados em resultados no exterior que são mais bem mais otimistas por utilizarem parâmetros diferentes, principalmente se compararmos o WLTP, um ciclo europeu que apresenta os valores maiores utilizados em campanhas de marketing e mídias de olho em lançamentos internacionais.


Segundo a BYD, o Dolphin vem com uma bateria de 44,9kWh, ou seja, tem capacidade de armazenar 44.900 Watts de energia, e com esta quantidade de energia seria capaz de te levar a uma distância de 291 quilômetros sem precisar recarregar. Assim como acontece com os veículos híbridos, a sua viagem em estrada pode ver esta autonomia ser reduzida se comparada com o quanto é possível rodar dentro da cidade. Isto porque em estrada, mantendo velocidade plena, não há muitas oportunidades para regenerar energia em frenagens, ao menos que o seu caminho seja uma boa descida de serra e o gasto de energia para manter velocidades altas já é maior pela própria física da aerodinâmica. Dados da etiqueta do Inmetro mostram consumo de energia em torno de 19% maiores em estrada, se comparados ao ciclo puramente urbano, mas como o Inmetro já reduziu o valor que o fabricante pode declarar, a queda na autonomia não deve ser tão significativa.


Planeje a sua viagem: Aplicativos como o PlugShare estão disponíveis para que o proprietário de um veículo elétrico possa planejar a sua viagem mais longa. Vale ressaltar que, atualmente, os carregadores disponíveis em estradas costumam ter potências relativamente baixas e estarem disponíveis em pouquíssima quantidade. Como no caso abaixo onde apenas um carregador está disponível em um Graal, e supondo que apenas você tenha a ideia de almoçar por lá, você poderá carregar a metade dos 44kWh de capacidade da bateria do seu Dolphin deixando-o em torno de 1 hora plugado, já que o carregador tem capacidade máxima de 22kW, isto te daria mais 145 quilômetros de autonomia, caso sua bateria estivesse com menos da metade da capacidade no momento da chegada.



Pois bem, devido a estes fatores, consideramos fundamental conhecer a capacidade da bateria do seu veículo para que não passe pela experiência de adquirir algo que não se encaixe em sua realidade e necessidade de uso do veículo.

Ainda existem muitos outros detalhes sobre elétricos que podemos explorar e explicar com mais detalhes em outros artigos.


Créditos: Engenheiro Gerson Menezes

Comentarios


bottom of page